Papa Francisco deixa na Bolívia as condecorações que recebeu de Evo Morales.

Publicado em Atualizado em

O Papa Francisco deixou na Bolívia as duas condecorações que o Presidente Evo Morales lhe deu na última quarta-feira, 9, durante o intercâmbio de presentes no Palácio de Governo, pouco depois da sua chegada ao país.

Condecoração dada por Evo Morales ao Papa Francisco.

Morales entregou a máxima condecoração da Bolívia, a medalha Condor dos Andes, e a distinção Luis Espinal.

Nesta segunda condecoração está a imagem de Cristo sobre a foice e o martelo, elaborada pelo falecido sacerdote jesuíta nos anos 70 e cuja réplica o mandatário obsequiou ao Santo Padre, algo que gerou grande controvérsia em diversas redes sociais.

Segundo informou a Santa Sé, o Papa celebrou Missa pela manhã na capela da residência do Arcebispo Emérito de Santa Cruz de la Sierra, Cardeal Julio Terrazas.

No final da Celebração Eucarística, o Santo Padre entregou à Virgem de Copacabana, Padroeira da Bolívia, as duas condecorações presenteadas pelo Presidente Evo Morales, na última quarta-feira, durante sua visita de cortesia ao Palácio Presidencial de La Paz.

O Papa Francisco pronunciou as seguintes palavras, seguidas de uma oração: “O Senhor Presidente da Nação através de um gesto de acolhida teve a delicadeza presentear-me com duas condecorações em nome do povo boliviano”.

“Agradeço o carinho do povo boliviano e agradeço este detalhe, esta delicadeza do Senhor Presidente e gostaria de deixar estas duas condecorações à Padroeira da Bolívia, à Mãe desta nobre Nação para que Ela sempre se lembre do seu povo”.

A oração que pronunciou o Pontífice foi a seguinte:

Mãe do Salvador e Mãe nossa, tu que és a Rainha da Bolívia, do alto de teu Santuário em Copacabana, atende as súplicas e necessidades dos seus filhos, protege especialmente os mais pobres e abandonados.

Recebe como obséquio do coração da Bolívia e de meu amor filial os símbolos do carinho e da proximidade que –em nome do Povo boliviano– me entregou o Senhor Presidente Evo Morales Ayma com afeto cordial e generoso, com motivo desta Viagem Apostólica, que confiei à tua intercessão.

Eu te imploro que estes reconhecimentos, que deixo aqui na Bolívia aos teus pés, e que recordam a nobreza do voo do Condor nos céus dos Andes e o comemorado sacrifício do Pe. Luis Espinal, S.I. sejam emblemas do amor perene e da perseverante gratidão do Povo boliviano à tua forte ternura.

Neste momento, coloco no teu coração minhas orações por todas as preces dos seus filhos, que recebi durante estes dias, tantas Mãe: te suplico que as escute;

Concede-lhes teu amparo e tua proteção, e manifesta à Bolívia tua ternura de mulher e Mãe de Deus, que vive e reina pelos séculos dos séculos. Amém.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s