Comentário do Evangelho: de Segunda-feira da 14ª semana do Tempo Comum, com Pequeno Monge

Publicado em Atualizado em

Segunda-feira da 14ª semana do Tempo Comum
Evangelho segundo S. Mateus 9,18-26. 

Proclamação do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo segundo † São Mateus.

EvangelhoDia09072012FehSalvaNaquele tempo, estava Jesus a falar aos seus discípulos, quando um chefe se aproximou e se prostrou diante d’Ele e disse: « A minha filha acaba de falecer. Mas vem impor a mão sobre ela e viverá.» 
Jesus, levantando-se, seguiu com os discípulos. 
Então, uma mulher, que padecia de uma hemorragia há doze anos, aproximou se dele por trás e tocou-lhe na orla do manto, 
pois pensava consigo: ‘Se eu, ao menos, tocar nas suas vestes, ficarei curada.’ 
Jesus voltou-se e, ao vê-la, disse-lhe: «Filha, tem confiança, a tua fé te salvou.» E, naquele mesmo instante, a mulher ficou curada. 
Quando chegou a casa do chefe, vendo os flautistas e a multidão em grande alarido, disse: 
«Retirai-vos, porque a menina não está morta: dorme.» Mas riam-se dele. 
Retirada a multidão, Jesus entrou, tomou a mão da menina e ela ergueu-se. 
A notícia espalhou-se logo por toda aquela terra. 

Comentário do dia 
Santo Agostinho (354-430), bispo de Hipona (Norte de África), doutor da Igreja 
Sermões sobre o Evangelho de João, n°49, 1-2

 

«Vem impor a mão sobre ela e viverá»

«Porque vai chegar a hora em que todos os que estão nos túmulos ouvirão a sua voz» (Jo 5,28). […] No Evangelho, vemos três mortos ressuscitados por Nosso Senhor, porque as ações do Senhor não são apenas factos mas também sinais. […] Ficamos surpreendidos com a narração da ressurreição de Lázaro (Jo 11); mas, se fixarmos a nossa atenção noutras obras de Cristo, bem mais admiráveis, veremos que todos os homens que acreditam ressuscitam. E, se quisermos refletir seriamente, compreenderemos que há mortes muito mais terríveis e que qualquer homem que pecar morre.

Todos temem a morte do corpo; e muito pouco a morte da alma. […] O homem faz tudo para escapar à morte que não pode evitar, e este mesmo homem, que é chamado a viver eternamente, nada faz para evitar o pecado. […] Oh, se pudéssemos despertar os homens da sua apatia, e despertarmos nós próprios, para amarmos a vida eterna com o mesmo ardor com que eles amam esta vida fugitiva! […] Se dissermos a um homem que atravesse os mares para evitar a morte, ele hesita? Se lhe dissermos que tome os maiores cuidados para não morrer, fica de braços cruzados? Eis que Deus nos pede coisas mais leves para obtermos a vida eterna e nós recusamo-nos a obedecer. […]

Se Nosso Senhor, pela sua grande graça e a sua grande misericórdia, ressuscita as nossas almas para as salvar da morte eterna, temos razão para ver nos três mortos cujo corpo Ele ressuscitou o símbolo e a prefiguração da ressurreição das almas operada pela fé.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s