Tempo Pascal: terça-feira na 2ª semana da Páscoa, Agostinho de Hipona

Publicado em Atualizado em

“Cantarei ao Senhor: gloriosamente triunfou. Minha força e minha coragem é o Senhor, Ele me salvou”. (Ex 15, 1-2)

Imagem

Introdução

As celebrações litúrgicas durante os dias da Oitava da Páscoa eram diariamente frequentado sobretudo pelo recém-batizado, para o qual Agostinho voltou sua atenção na explicação dos mistérios sagrados. A ânsia do pastor é evidente no compromisso de apresentar a vida dos “novos rebentos de santidade”, como incorporadas no âmbito da história da salvação. A história do povo de Israel, as suas vicissitudes no deserto, exames e intervenções de Deus até a posse da terra prometida, são reinterpretados para ilustrar o caminho espiritual do cristão, que morreu para o pecado, encontra uma nova vida em Cristo Jesus regenerado pela água e pelo Espírito.

A partir dos “discursos” de Santo Agostinho, bispo (Serm. 260/B, 1. 3)

Em cada um dos batizados está realizando os eventos do Êxodo
Um discurso em que ele ordena e recomenda a bondade da vida, a fim de implorar e alcançar a vida eterna é um assunto que diz respeito a todos, mas queremos tratá-lo em particular, novos rebentos de santidade, água recuperada e do Espírito, plantada e regada por nosso ministério no campo de Deus, que faz crescer (Cf. 1Cor 3, 7). Considere-se como um povo libertado do Egito, uma dura servidão (Cf. Ex 14), quando a iniquidade prevaleceu em você. Também levar em conta que ele tinha atravessado o Mar Vermelho (Cf. Ex 14, 22) por meio do batismo selado sangramento da cruz de Cristo. Como os inimigos que perseguiu atrás considerados pecados passados​​: que, como os egípcios morreram enquanto o povo de Deus atravessou o mar, de modo que foram destruídas no momento do seu batismo. A partir de agora você aspira, como uma terra prometida, o reino dos céus para a qual foste chamado; e em relação a esta vida terrena, considerá-lo um deserto onde você tem que andar, e resistir às tentações com supervisão. Da participação no altar sagrado (Cf. Can Missæ) é dado que você receba o maná e a pedra vem a água que você bebe. Tudo isso lembra e instila em seu ensino, o apóstolo Paulo, quando ele diz, eu não vou, irmãos, que ignoreis de vocês como nossos pais estiveram todos dentro da nuvem e todos passaram pelo mar, e todos foram batizados por Moisés na nuvem e no o mar; também todos comeram do mesmo alimento espiritual e beberam todos da mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia, e essa rocha era Cristo (1Cor 10, 1-4). A partir destas palavras do Apóstolo reconhecer a evidência de que o que nós enviamos ao seu ouvido e sua mente não é o resultado de nossas próprias reflexões pessoais, mas eu vou te dizer por que conhecer a Sagrada Escritura.

Bem, queridos amigos, evitando esses maus exemplos de tempos passados, de ofender a Deus que ele aproveitado para os hebreus terem escapado das mãos dos egípcios através do Mar Vermelho (Cf. Ex 14, 22-30) e, em seguida, morreram no deserto quando mordido por cobras? (Cf. Num 21, 6) Portanto, são aqueles que são batizados, assim, resultando no perdão dos pecados, mas então, não devidamente apreciar a grandeza da graça, eles ficam surpresos pelas picadas venenosas de tentações que podem causar a morte e não conseguem chegar a sua promessa de vida. Fuja de seus exemplos e foram unidos com perseverante obediência a Ele que você resgatou. Então, chegar ao reino, e não um reino, como o que foi dado ao povo da antiga aliança, que era a imagem do futuro (Cf. Col 2, 16), mas um reino onde você vai estar para sempre com Cristo e viver em felicidade eterna.

Em breve…
O Senhor não nos escolheu porque éramos bons? Ele não escolheu o bem, mas aqueles que queriam fazer o bem.  (Sermo 229/F, 1)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s