Segundo Domingo da Páscoa, Agostinho de Hipona

Publicado em Atualizado em

O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos visto e o que nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida, nós vos anunciamos, para que você também tenhais comunhão conosco. (1Jo 1, 1. 3)

 

ImagemIntrodução
Tomé é o discípulo que está em nossas dúvidas e tormentos: também precisamos de garantias para acreditar, para tocar e ver com nossos próprios olhos o Ressuscitado. Nossa fé vacilante deve ser enriquecido com uma experiência concreta! O Salvador recebe o desafio do homem: com total humildade oferece-se à incredulidade e abaixa a picos a alegação de Tomé, que se abandona a uma profissão de fé sincera: “Meu Senhor e meu Deus!” Apesar de compartilhar esse mesmo caminho de fé: das trevas à luz, da dúvida para a incerteza. Nós não somos menos afortunados do que aqueles que viveram ao lado de Jesus, que não são menos felizes do que seus contemporâneos. Compartilhando a mesma fé dos apóstolos, como eles fielmente transmitido ininterrupto, nos participantes da bem-aventurança de Cristo faz: Bem-aventurados os que não viram e creram (Jo 20, 29).
A partir do “Comentário sobre a Primeira Epístola de São João”, de Santo Agostinho, bispo (In Io. Ep. tr. 1, 3)
Tomé tocou o homem e reconheceu a Deus!
Nós – João diz – nós testemunhamos e proclamamos a vocês a vida eterna, que estava com o Pai e nos foi manifestada em nós (1Jo 1, 2-3), que está em nosso meio; de forma mais clara que você diria, que se manifesta a nós. Portanto, tudo o que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos. Cuide bem sua caridade: As coisas que vimos e ouvimos nós vos anunciamos. Eles viram isso na carne, o próprio Senhor, da boca escolheu suas palavras e já divulgados. Por isso, também ouvi, embora não tenhamos visto. Podemos ser menos felizes do que aqueles que viram e ouviram? Mas por que, então, acrescentou: Para você, também, em parte, junto com a gente? (1Jo 1, 3-4) Eles viram, e não nós, e ainda estamos juntos; a razão é esta, que temos entre nós fé. Havia um homem que, tendo visto, não acreditava e queria entrar em contato desta forma a fé. Ele disse: Eu não acredito que se você não colocar o meu dedo na marca dos pregos e não vou tocar em suas cicatrizes. O Senhor permitiu que ele palpasse-o as mãos dos homens por um tempo, ele sempre se apresenta aos anjos. O discípulo, em seguida, apontou e disse: Meu Senhor e meu Deus.
thomas_caravaggio
Ele tocou o homem e reconheceu a Deus O Senhor, então, para nos consolar de que não podemos apertá-lo com as mãos, uma vez que ele já está no céu, mas podemos alcançá-lo com fé, disse-lhe: Você acreditou porque você viu Bem-aventurados os que não veem e creem (Jo 20, 25-29). Nesta etapa nós mesmos são designados e retratos. Então sucedeu que em nós aquela felicidade que o Senhor profetizou para as gerações futuras; permanecer firmemente ligado ao que nós não vemos, porque viram que atestar. De modo que – diz João – Pode também participantes com a gente. O que é surpreendente para fazer parte da companhia de homens? Segure-se em argumentar; considerar o que ele acrescenta: E a nossa vida é compartilhada com Deus Pai e de Jesus Cristo, Seu Filho. Estas coisas vos escrevi, porque a vossa alegria seja completa (1Jo 1, 3-4). Apenas na vida da comunidade, a sua caridade e da unidade, João diz que não há plenitude de alegria.
Em breve…
Viu e tocou o homem, e reconheceu que ele viu Deus, e não toque. Através do que viu e tocou, agora removido todas as dúvidas, acreditou no que viu. (In Io. Ev. tr. 121, 5)
By Alan Lucas de Lima
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s