Por que São João Paulo II é o papa da família?

Publicado em Atualizado em

Entrevista com Jean Marie e Anouk, um casal francês que faz parte do Conselho Pontifício para a Família

Por que João Paulo II apoiou tanto a família?
 
É um mistério, o da pessoa! Dito isso, ele tinha esta convicção: o mundo não pode progredir quando a família, célula vital da sociedade e primeira escola de vida do homem, está doente. E também sabia que é na família que cada pessoa se realiza e santifica por meio do dom e da comunhão.
 
Como se concretizou seu amor pela família?
 
João Paulo II adorava estar cercado por famílias, recriar um ambiente familiar ao seu redor. Durante o verão, ele recebia algumas famílias em Castel Gandolfo. Tivemos a graça de ser parte disso: fazíamos vigílias, cantávamos, conversávamos sobre tudo. Ele fazia várias perguntas, se preocupava com nossos filhos, com cada um, e gostava dessa intimidade natural e alegre.
 
Qual foi a contribuição de João Paulo II neste campo?
 
Durante 25 anos, ele falou incessantemente da família! Também escreveu muito: “Familiaris consortio”, “Evangelium vitae”, várias cartas, como sua “Carta às famílias“, de 1994… Seu trabalho sobre o teologia do corpo e a sexualidade não tem precedentes. Ele também fez grandes obras: o Conselho Pontifício para a Família, o Instituto João Paulo II para a Família, o primeiro sínodo sobre a família, os encontros mundiais das famílias… Enfim, sua contribuição é imensa.
 
Vocês poderiam nos dar algum exemplo desta contribuição para a teologia da família?
 
família como “igreja doméstica”, “ecclesiola”. João Paulo II utilizou esta expressão muitas vezes. Isso demonstra a importância do sacramento do matrimônio, que identifica a união do casal com a de Cristo e a Igreja; e a grandeza da família, que deriva deste sacramento.
 
E no âmbito pastoral, como ele inovou?
 
Sua grande novidade é ter integrado os casais casados na reflexão da Igreja sobre a questão do matrimônio, da sexualidade, da família. Ele fez isso no sínodo sobre a família de 1980. Esta foi a primeira vez na história da Igreja que os casais participaram de um sínodo. Da mesma forma, quando se criou o Conselho Pontifício para a Família, ele nomeou 20 casais, representando todos os continentes. As igrejas locais se inspiraram posteriormente, em grande medida, neste modelo.
 
Podemos falar dele como um santo para a família?
 
Não só um santo, mas um mártir, que derramou seu sangue pela família. Ele selou com seu sangue a criação do Conselho Pontifício para a Família, instituído no dia em que tentaram assassiná-lo na Praça de São Pedro (13 de maio de 1981). Em 1994, ano da família, depois de passar várias semanas no hospital, ele mesmo disse que o Papa teve de sofrer porque a família estava sendo ameaçada e atacada (cf. Ângelus, 29 de maio de 1994). Sua oração pela família foi um apoio para muitos e continua sendo.
 
Ele percebia que o ensinamento da Igreja sobre a família às vezes é difícil de ser seguido?
 
João Paulo II era consciente de que o ensinamento sobre a anticoncepção, por exemplo, ou a impossibilidade de comunhão para os casais divorciados que voltaram a se casar civilmente, são difíceis. Mas o Evangelho em si é exigente, não só o da família! Como costuma dizer o Papa Francisco, não podemos eliminar as cruzes e dificuldades das nossas vidas. Mas João Paulo II recordou que, com Deus, o que pensamos estar acima das nossas forças se torna possível.
 
Será que sua canonização dará um novo impulso à sua missão ao serviço da vida e da família? O fato de sua canonização e o próximo sínodo sobre a família serem no mesmo ano, com poucos meses de diferença, talvez não seja uma coincidência. Este sínodo poderá aprofundar na imensa contribuição desse papa que Deus escolheu (esta é a nossa convicção) por ser um apaixonado pela família.

Elisabeth de Baudoüin

Source: Aleteia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s