Segunda dor de Maria – A Fuga para o Egito

Publicado em Atualizado em

Imagem

Herodes, ouvindo que Jesus havia nascido, teme loucamente que este lhe viesse um dia a tomar o trono. Mais que depressa, planeja tirar-Lhe a vida. Logrado pelos magos, desesperado, condena à morte os meninos de Belém e arredores. No entanto, o anjo aparece a José, ordenando-lhe que fugisse para o Egito. Na mesma noite a Sagrada Família pôs-se a caminho. Assim, Aquele que viera para salvar os homens, é obrigado a fugir dos próprios homens, sendo levado nos colo afetuoso de sua aflita Mãe.

Também nós somos peregrinos nesta terra. Vivamos sem apego ao mundo. “Não temos aqui cidade permanente, mas esperamos a futura”. Mas, enquanto a cidade eterna não chega, o sofrimento será o pão do cristão neste exílio. Nem poderia deixar de ser assim. Houve o pecado; em consequência, haverá angústia para o pecador. Ser cristão significa tornar-se um crucificado. Quanto mais perto chegarmos de Cristo, tanto mais agudos sentiremos Seus espinhos. Quem esteve mais perto de Cristo que Maria? Por isto, também ela teve que aceitar a mesma cruz. Aceitemo-la igualmente, como Maria. Quando sentirmos nossas almas esmagadas pela tristeza, então, estaremos na plena posse de Deus.

Source: Semana Santa – Campanha/MG

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s