Tomás de Aquino em João 6, 53 ( “a carne para nada aproveita ” )

Publicado em Atualizado em

O Pão da Vida discurso em João 6 tem Jesus enfatizar uma e outra vez que é necessário que os crentes a “comer sua carne ” e ” beber o seu sangue .”

É esta passagem fala sobre a Eucaristia?

Há boas razões para pensar assim. Em primeiro lugar, a imagem de “comer” a “carne” de Jesus e “beber” seu “sangue ” parece intimamente ligada com a Última Ceia, o único outro lugar onde esse tipo de linguagem é claramente usado.

Além disso, o sermão segue logo após o milagre da alimentação dos cinco mil, uma história que é claramente feito para ser ligado com a Última Ceia nos Evangelhos Sinóticos. Em Mateus, por exemplo, Davies e Allison encontra 9 paralelos que ocorrem na ordem em Mateus 14, a alimentação dos cinco mil, e a conta da Última Ceia em Mateus 26 [1] Eles concluem: “Parece-nos evidente que Mateus 14,13-21 destina-se intimamente relacionado com a instituição da Eucaristia”. [2]

Mas o que dizer as palavras de Jesus no final do sermão: “É o espírito que dá vida, a carne não serve para nada”?

O Zwingli, o reformador protestante, famosamente argumentou que essas palavras fazem a leitura eucarística insustentável.

Tomás de Aquino, no entanto, não teria sido convencido. Aqui é a sua interpretação:
É óbvio que a carne de Cristo, tão unidos à Palavra e ao Espírito, faz lucro muito e em todos os sentidos, caso contrário, a Palavra se fez carne foram em vão, e que o Pai teria o tornou conhecido no carne em vão, como se vê a partir de 1 Timóteo [1 Tm 3,16 ]. E por isso, devemos dizer que é a carne de Cristo, considerado em si mesmo, que os lucros de nada e não tem qualquer efeito mais benéfico do que outra carne. Porque, se a sua carne é considerada como separada da divindade e do Espírito Santo, ele não tem poder diferente do que outras carnes. Mas se ele se une ao Espírito e da divindade, ele se beneficia muitos, porque faz com que aqueles que a recebem permanecer em Cristo, pois o homem permanece em Deus através do Espírito de amor: “Nós sabemos que permanece em Deus e Deus em nós, porque ele nos deu o seu Espírito” [1 João 4, 13 ] E isso é o que o Senhor diz: o efeito que eu prometo a você, isto é, a vida eterna, não deve ser atribuído a minha carne como tal, porque entendida neste forma, carne para nada aproveita. Mas a minha carne não oferece vida eterna como unida ao Espírito e à divindade. “Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito” [ Gálatas 5, 25 ]. E assim, ele acrescenta: As palavras que eu vos tenho dito são espírito e vida, ou seja, eles devem ser entendidos do Espírito uniu à minha carne, e assim entendeu que eles são vida, isto é, a vida da alma. Assim como o corpo vive sua vida corporal através de um espírito de corpo, de modo que a alma vive uma vida espiritual através do Espírito Santo:  “Enviai o vosso Espírito , e eles vão ser criados” (Sl 103, 30 ).

São Tomás de Aquino, Ion. 6, 993

NOTAS

[1] (1) ” E quando era noite ” ( 14:14; 26:20 ) , (2) ” reclinada ” ( 14:19; 26:20 ) , (3) ” ter tomado ” ( 14:19 , 26:26 ); (4) ” o pão” ( 14:19; 26:26 ), ( 5) ” abençoou ” ( 14:19; 26:26 ), ( 6) ” ter quebrado ” / ” ele quebrou ” ( 14:19; 26:26 ), ( 7)” deu aos discípulos ” / ” ter dado aos discípulos , Ele deu a eles ( 14:19; 26:26 ) ; (8) ” comiam “/” comer ” ( 14:20 26:27 ); (9)” todos “( 14:20; 26:27 ) .

[2] WD Davies e Dale Allison, O Evangelho Segundo São Mateus (ICC ; London : T & T Clark, 1991) : 3:481 .

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s