Incansável amor e caridade

Publicado em Atualizado em

Incansável amor e caridade / Arqrio

Mais de 11 horas de depois de partir de Roma, o novo cardeal e arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, desembarcou em terras cariocas ao raiar do dia 25 de fevereiro.

Antes mesmo de voltar para sua casa e descansar da viagem, Dom Orani fez jus ao título de incansável e foi direto para a casa das Irmãs Missionárias da Caridade, em Bonsucesso. No local, 10 religiosas acolhem mais de 20 mulheres abandonadas, a maioria, idosas.

Ao dedicar o seu primeiro ato pastoral no Rio de Janeiro como cardeal ao trabalho social da congregação fundada pela Beata Teresa de Calcutá, ele disse homenagear todos os católicos cristãos que se dedicam ao serviço e cuidado dos mais carentes.

temp_titleVisita_as_Irms_Missionrias_da_Caridade_Bonsucesso_0120140225_0024_25022014155534“Vir até aqui é sinalizar um agradecimento a Deus pela existência dessas irmãs e de tantas pessoas de boa vontade, que realmente dão carinho às pessoas que talvez não encontram isso na sua casa ou na sua vida. Nesse momento de exclusão elas tem quem as acolha”, explicou o arcebispo.

Para Dom Orani, o Ano Arquidiocesano da Caridade é a oportunidade de dar visibilidade aos trabalhos caritativos ligados à Igreja e contagiar a todos a fazerem o bem na cidade do Rio de Janeiro. Segundo ele, mais de dois milhões de atendimentos ligados à Arquidiocese são realizados por ano, sem contar o trabalho de instituições ligadas espiritualmente, como casas religiosas, movimentos, novas comunidades e grupos de cristãos católicos.

O novo cardeal ainda descreveu o quanto o Papa Francisco gostou do acolhimento que teve em sua passagem pela cidade por ocasião da JMJ Rio2013 e pediu que o mesmo acolhimento dado ao Santo Padre se estendesse a todos, em especial aos mais necessitados.

temp_titleVisita_as_Irms_Missionrias_da_Caridade_Bonsucesso_0120140225_0022_25022014155522Além de visitar as instalações da casa, Dom Orani e sua comitiva tomaram café com as mulheres assistidas pela instituição. Ele fez questão de conversar com cada uma delas, bem como com voluntários e religiosas. O cardeal presenteou a casa com 24 criados-mudos, conforme as religiosas indicaram precisar para melhor atender as mulheres atendidas.

O vigário episcopal para a Caridade Social, cônego Manuel Manangão, acompanhou a visita e considerou o gesto do arcebispo como decorrente das palavras do Papa Francisco aos novos cardeais. “Escolher vir neste lugar logo que desceu do avião é mais um sinal desse compromisso dele com toda a realidade de sofrimento, de dor, de angústia, que está presente em tantas pessoas”, afirmou, reforçando as visitas a instituições e presídios que Dom Orani já fazia antes mesmo da nomeação como cardeal.

Um dos mais de 30 voluntários regulares da casa, o diácono Edilson Ezequiel de Lima não conseguia esconder a sua alegria em estar com o novo cardeal. “Testemunhar a vinda dele aqui para ver melhor o trabalho das irmãs, realizado com muito amor e carinho, deixa a gente muito feliz. Vemos como as irmãs têm um coração aberto para atender todo mundo”, partilhou.

Ao final da visita, o novo cardeal fez uma celebração com a comunidade local na Capela Cristo Redentor, ao lado da casa. Em seguida, o arcebispo foi para sua residência oficial no Palácio São Joaquim, onde foi recepcionado por funcionários e colaboradores da Mitra e do sistema de comunicação da Arquidiocese.

Crianças italianas enviam presentes às cariocas

Entre as bagagens de Dom Orani em sua volta de Roma, uma pequena caixa chama a atenção. O estojo guarda um presente de seis crianças da cidade de Ville Grotti, em Abruzzo, região central da Itália, para as crianças cariocas. São seis pequenas cruzes, cada uma com um pequeno verso do Cântico das Criaturas, atribuído a São Francisco de Assis.

Elas fazem parte de uma comitiva de 60 pessoas que vieram até Roma para cumprimentar o novo cardeal no dia da sua criação, em 22 de fevereiro. A família do pai de Dom Orani é da mesma região italiana.

A razão do presente? “Elas entregaram pra mim para que eu presenteasse as crianças do Brasil como sinal de comunhão e de unidade”, respondeu o arcebispo. Ainda não está marcada a ocasião de entrega do presente.

Fotos: Gustavo de Oliveira

Source: Arquidiocese de São Sebastião Rio de Janeiro

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s