A cruz é um exemplo de paciência, de Santo Agostinho de Hipona

Publicado em Atualizado em

Oração

Você ilumina a minha lâmpada, ó Senhor meu Deus, ilumina as minhas trevas(Sl 17, 29) Estou na escuridão do pecado. Atrás porque, com um raio de sua sabedoria, para dissipar minha melancolia e manifestar o seu rosto. E se, por minha culpa, que seu rosto vai parecer um pouco deformada, ambos restaurados por que você mesmo tinha sido formado. (en. em Ps. 66, 4)

Quem é o seu médico? Nosso Senhor Jesus Cristo. Quem é o nosso Senhor Jesus Cristo? Ele que foi visto até mesmo por aqueles que o crucificaram, que foi apreendido, bofetadas, açoitado, cuspido, coroado de espinhos, pendurado na cruz, condenado à morte, perfurado com uma lança, descendo da cruz, colocado no túmulo. Este é o nosso Senhor Jesus Cristo, e ele é o médico de todas as nossas feridas, o crucifixo, que foi insultado, da qual, quando pendurado na cruz, os perseguidores, balançando a cabeça, disse: Se ele é o Filho de Deus, desce da cruz (Mt 27, 40) . Sim, ele é o nosso verdadeiro médico. Mas por que então não viu, que o insultou, que ele era o Filho de Deus? Por que, depois de ter permitido na cruz, quando disse: Se ele é o Filho de Deus, desce da cruz, porque, pelo menos, em seguida, ele desceu mostrando que ele era verdadeiramente o Filho de Deus, que se atreveu a zombar dele? Ele não faria isso! E por que não? Talvez porque ele não poderia? Claro que podia. É mais difícil, de fato, desce da cruz e ressuscitou dentre os mortos? Mas ele preferiu suportar aqueles que o insultou, porque ele escolheu a cruz não como um teste do poder, mas como um exemplo de paciência. Ele curou suas feridas na cruz onde ele tinha o seu tempo, você nos libertou da morte eterna em que Cruz, onde ele aceitou a morte temporal. E ele morreu. Ou você tem a dizer, sim, que ele morreu a morte? Que a morte nunca é o que mata a morte? (In Io. Ev. 3, 3)

Para Reflexão

Crescer em Cristo, ficar mais forte na fé, ser intenção vigilante sobre boas obras e permanecer fiel à árvore, o que lhe permite atravessar o mar. (In Io. Ev. 2, 16)

Pensamento agostiniano

É mais importante para reanimar um destinado a viver eternamente ressuscitar aquele destinado a morrer novamente. (Sermo 98, 1)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s