Ministro do Supremo admite: “Não devemos satisfação a ninguém”

Publicado em Atualizado em

supremo-752x440

“Não devemos satisfação depois da investidura a absolutamente mais ninguém”: são palavras do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal.

A declaração escandalosa se soma a recente decisão do ministro Barroso, que praticamente “legalizou” o aborto no primeiro trimestre de gravidez, e mostra a urgência que temos de frear os abusos do Poder Judiciário em nosso país. Assista a esta aula e saiba como podemos combater juntos esta ameaça chamada “ativismo judicial”! Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Jornalista com microcefalia grava depoimento para que STF não libere aborto

Publicado em

Ana Carolina Cáceres, de 25 anos, disse ter se sentido ofendida ao saber da ação que o STF julgará.

A jornalista Ana Carolina Cáceres, de 25 anos, que tem microcefalia, divulgou um vídeo nessa terça-feira (06/12) em que faz um apelo para que o Supremo Tribunal Federal (STF) não libere o aborto em caso de zika. Leia o resto deste artigo »

Legalizar o aborto: diminui ou aumenta essa prática?

Publicado em

Pegue lápis, papel, calculadora e surpreenda-se com os resultados.

Quais são os números reais sobre o aborto? Podemos ter um número aproximado? É verdade tudo o que publicam sobre esse assunto na mídia?

Existem muitas instituições e organizações que são favoráveis à legalização do aborto, que divulgam números e frases prontos, quase “slogans”, que as pessoas em geral aceitam sem questionar. Uma delas é a seguinte: “legalizar o aborto diminui essa prática”. Vamos pensar, refletir e investigar sobre essa frase. Leia o resto deste artigo »

Aborto: a evolução do direito canônico

Publicado em

imagesO que acontece com essa decisão do papa que autoriza todos os sacerdotes a absolverem o pecado do aborto? Cai a excomunhão que, até agora, estava prevista para quem provocava o aborto? Haverá uma reforma do Código de Direito Canônico, que trata do aborto no cânone 1.398?

A reportagem é de Luigi Accattoli, publicada no jornal Corriere della Sera, 22-11-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.
Leia o resto deste artigo »